Fesmepar marca presença no 30º Congresso Mundial da Internacional dos Serviços Públicos – ISP

Fesmepar marca presença no 30º Congresso Mundial da Internacional dos Serviços Públicos – ISP

A diretora de finanças da Fesmepar, Sonia Maria Marchi, marcou presença junto à delegação da Confederação dos Servidores Públicos do Brasil – CSPB, do 30º Congresso Mundial da Internacional dos Serviços Públicos – ISP, em Genebra na Suíça.

Com representantes de mais de 130 países de todos os continentes, o grande evento internacional, foi realizado de 30 de outubro a 3 de novembro, também comemorou os 110 anos (1907 a 2017) da ISP. Na ocasião, a Internacional dos Serviços públicos lançou a Campanha Mundial Contra a Privatização.

O congresso mundial debateu os principais desafios que impactam as carreiras dos trabalhadores setor público e reuniu centenas de lideranças sindicais de todo o mundo, buscando alternativas sobre as principais questões relacionadas ao funcionalismo público atual.

A diretora de finanças da Fesmepar, agradeceu a oportunidade de representar os servidores paranaenses neste importante congresso mundial, levando a Fesmepar e os sindicatos de servidores do Paraná a um evento de importância mundial.

    

Diretora de finanças da Fesmepar, fez parte da delegação brasileira, representando os servidores públicos do Paraná. 

 

“Essa é uma importante oportunidade de mostrarmos o trabalho da Fesmepar e dos sindicatos de servidores do Paraná. Graças ao engajamento e dedicação de todos, hoje podemos compartilhar com lideres sindicais de mais de 130 países as ideias e anseios dos servidores brasileiros, além de conhecermos alternativas e novos caminhos para o sindicalismo, que vem sofrendo bruscas mudanças”.

Sonia ainda levantou questões relevantes como as reformas propostas pelo governo brasileiro. “Nós servidores brasileiros estamos passando por severos ataques aos direitos já conquistados, é preciso mantermos a luta contra a aprovação das reformas que não visam a melhoria do funcionalismo público brasileiro, pois faz um arrocho nos gastos destinados ao serviço público e gera uma intensa precarização dos serviços prestados, prejudicando servidores e a população.”

O evento  que criará uma rede mundial de denúncias, intercâmbios e acionará todos os organismos mundiais que se relacionam com o tema. Da mesma forma, combaterá os acordos internacionais que são a base da mundialização das privatizações. A escolha recaiu sobre mim, devido ao Brasil estar sendo visto hoje, em todo o mundo, como um laboratório mundial do modelo de Estado mínimo”, informou o presidente da CSPB e diretor de Finanças da NCST, João Domingos Gomes dos Santos.

Presidente da CSPB, Jõao Domingos Gomes dos Santos, representou o Conselho Executivo Mundial da ISP. 

 

Eixos de Trabalho:

– Dotar os meios necessários para criar o mundo que queremos;

– Respeito e dignidade para todos;

– Uma economia mundial justa;

– Direitos sindicais e trabalhistas;

– Luta contra a privatização;

– Fortalecimento setorial.

 

CSPB protocola na OIT pedido de investigação contra o Governo Temer

O presidente da CSPB, João Domingos Gomes dos Santos, representando os servidores públicos brasileiros,  protocolou um pedido de investigação contra o Governo Temer, por prática de atos anti sindicais,  praticados com a edição da reforma trabalhista que passa a vigorar no próximo dia 11 de novembro.

A denúncia circunscreve e aponta  atos que, além de fazer terra arrasada dos diretos trabalhistas no Brasil,  inviabiliza, ainda, a plena atividade sindical e acaba com a principal fonte de custeio do sistema sindical, sem deixar nenhuma alternativa.O documento é proposto pela NCST, com o apoio da CNTI, CSPB, CNTTT, CONTRATHUR e CNTEEC.

 

 

Delegação brasileira protocolou na OIT denuncia contra as medidas que atacam o funcionalismo público brasileiro.

 

 

 

INTERNACIONAL DOS SERVIÇOS PÚBLICOS

A Internacional dos Serviços Públicos – ISP, representa 20 milhões de trabalhadores organizados em mais de 700 sindicatos em 154 países e territórios. A ISP é uma federação sindical global dedicada à promoção de serviços públicos de qualidade em qualquer lugar do mundo. A entidade defende os direitos humanos, promove a justiça social e o acesso universal a serviços públicos de qualidade. A Internacional trabalha com o sistema das Nações Unidas e em colaboração com entidades da sociedade civil, sindicatos e outras organizações.

 

Post: Elizabeth Novaes – Mtb 10.959

Com informações: CSPB – Confederação dos Servidores Públicos do Brasil

Foto: CSPB – ISP

Categories: noticia